segunda-feira, 24 de julho de 2017

Kiss From A Rose - Seal


There used to be a greying tower alone on the sea
You, became the light on the dark side of me
Love remains, a drug that's the high and not the pill
But did you know that when it snows
My eyes become larger
And the light that you shine can be seen?

Baby, I compare you to a kiss from a rose on the gray
Ooh, the more I get of you, the stranger it feels yeah
Now that your rose is in bloom
A light hits the gloom on the gray

There is so much a man can tell you
So much he can say
You remain my power, my pleasure, my pain
Baby, To me, you're like a growing
Addiction that I can't deny
Won't you tell me, is that healthy, baby?
But did you know that when it snows
My eyes become large
And the light that you shine can be seen?

Baby, I compare you to a kiss from a rose on the gray
Ooh, the more I get of you, the stranger it feels yeah
Now that your rose is in bloom
A light hits the gloom on the gray

I've been kissed by a rose on the gray
I've been kissed by a rose on the gray
And if I should fall, will it all go away?

There is so much a man can tell you
So much he can say
You remain my power, my pleasure, my pain
To me, you're like a growing
Addiction that I can't deny
Won't you tell me, is that healthy, baby?
But did you know that when it snows
My eyes become larger
And the light that you shine can be seen?

Baby, I compare you to a kiss from a rose on the gray
Ooh, the more I get of you, the stranger it feels yeah
Now that your rose is in bloom
A light hits the gloom on the gray
Now... that your rose is in bloom
a light hits the gloom
on the grave

domingo, 9 de julho de 2017

O REALISMO FANTÁSTICO NA OBRA DO PINTOR: CLAUDE VERLINDE

Claude Verlinde é um pintor francês (1927) que se integrou no chamado: Realismo Fantástico. As suas obras reflectem as influências de Bruegel, Bosch, Cranach e de alguns surrealistas, entre outros. Verlinde cria, com grande mestria, várias figuras femininas assombrosas e  sedutoras. Por outro lado, os seus quadros situam-se entre o sonho e o pesadelo.


“A ceux qui rêvent d’un autre univers, j’ai envie de dire cette chose fantastique: le nôtre contient tout! ”






quinta-feira, 19 de maio de 2016

Skap - Zeca Baleiro




quando você pinta tinta nessa tela cinza
quando você passa doce dessa fruta passa
quando você entra mãe-benta amor aos pedaços
quando você chega nega fulô boneca de piche
flor de azeviche
você me faz parecer menos só
menos sozinho
você me faz parecer menos pó
menos pozinho
quando você fala bala no meu velho oeste
quando você dança lança flecha estilingue
quando você olha molha meu olho que não crê 
quando você pousa mariposa morna lisa
o sangue encharca a camisa
quando você diz o que ninguém diz
quando você quer o que ninguém quis
quando você ousa lousa pra que eu possa ser giz
quando você arde alardeia sua teia cheia de ardis
quando você faz a minha carne triste quase feliz

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Mantenha-se firme!

Quando achamos que a dor da gente é a maior do mundo, vem-me à mente: "que todo mundo sofre, ás vezes todo mundo chora." Olhe para luz que há dentro do seu coração, e seja grato ao Deus que és. Mantenhamos-nos firme!  Namaskar! _/\_

[Shana Horta]


Vídeo: Médicos Sem Fronteiras - Hold on
O MSF leva ajuda médico-humanitário as pessoas afetadas por conflitos armados, desastres naturais,
epidemias, desnutrição e exclusão do acesso à saúde.


segunda-feira, 16 de maio de 2016

Não desista de si mesmo!

(...) 
A loucura de sentir
(...)
O paradeiro em nós
O refúgio no silêncio
Um grito dos pensamentos

[Shana Horta em "Precipício"  2 de janeiro de 2015]

Everybody Hurts

When your day is long and the night
The night is yours alone
if you're sure you've had enough of this life
Well hang on
Don't let yourself go, 'cause everybody cries
and everybody hurts, sometimes

Sometimes everything is wrong
Now it's time to sing along
When your day is night alone (hold on, hold on)
If you feel like letting go (hold on)
when you think you've had too much of this life
Well hang on

'Cause everybody hurts
Take comfort in your friends
Everybody hurts
Don't throw your hands, oh no
Don't throw your hands
If you feel like you're alone
no, no, no, you're not alone

If you're on your own in this life
The days and nights are long
When you think you've had too much
of this life, to hang on

Well everybody hurts
sometimes, everybody cries
And everybody hurts
sometimes
But everybody hurts sometimes
So hold on, hold on, hold on, hold on, hold on
hold on, hold on, hold on, hold on, hold on

Everybody hurts
You're not alone

****

Todo mundo sofre

Quando o seu dia é longo, e a noite
A noite é somente sua
Se você tem certeza [que] já teve o suficiente desta vida
Bem, persista
Não desista de si mesmo, pois todo mundo chora
E todo mundo sofre, às vezes

Às vezes tudo está errado
Nesse momento é hora de cantar junto
Quando seu dia é noite, sozinho, (Agüente, agüente)
Se você tiver vontade de desistir (Agüente...)
Se você achar que teve demais desta vida
Bem, persista


Pois todo mundo sofre
Consiga conforto em seus amigos
Todo mundo sofre
Não se resigne, oh, não!
Não se resigne
Se você sentir como se estivesse sozinho
Não, não, não, você não está sozinho


Se você está por conta própria nesta vida
Os dias e noites são longos
Quando você sentir [que] teve demais desta vida
Para persistir


Bem, todo mundo sofre
Às vezes, todo mundo chora
E todo mundo sofre
Às vezes
Mas todo mundo sofre às vezes
Então agüente, agüente, agüente, agüente
agüente, agüente, agüente, agüente


Todo mundo sofre
Você não está sozinho