terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

O Catimbó é o culto à Jurema


Este sítio é destinado ao Catimbó e aos seus mestres
O Catimbó é o culto à Jurema
O Catimbó é o verdadeiro e único culto a árvore da Jurema.
A jurema é uma árvore que floresce no agreste e na caatinga nordestina.
Da casca de seu tronco e de suas raízes faz-se uma
“Bebida mágica e sagrada, que alimenta e dá força aos encantados do outro mundo”. Acredita-se também que é essa bebida que
Permite aos homens entrar em contato com o mundo espiritual e os seres que lá residem, mas o Catimbó existe sem que seja
Necessário fazer ou beber a Jurema, Catimbó não é Santo Daime. Tal árvore é símbolo e núcleo de vária prática mágico-religiosa
De origem ameríndia. De fato, entre os diversos povos indígenas que habitaram o Nordeste, se fazia e em alguns deles ainda se faz
O uso ritual desta bebida.
Este culto se difundiu dos sertões e agrestes nordestinos em direção às grandes cidades do litoral, onde elementos das ouras
Matrizes étnicas entraram em cena. Desse modo, o símbolo da árvore que liga o mundo terreno ao além, embora amargue (muito
amarga...). , dá sapiência aos que dela se alimentam ganha novos significados, surgindo um mito com traços cristãos. Neste sentido
A Jurema surge como a árvore que escondeu a “sagrada família” dos soldados de Herodes, durante a fuga para o Egito, ganhando
Desde então suas propriedades mágicas e religiosas.

Onde Jesus descansou,
Que dá força e “ciência”,
A jurema é um pau sagrado,
ao bom Mestre curador.


Ainda nessa perspectiva, juntaram-se na constituição desta forma de religiosidade popular de outros elementos de origem européia
como a magia e o culto aos santos do catolicismo popular.
Apesar de encontrarmos nos pontos de Umbanda a referência a Jurema é o Catimbó que tem a Jurema como o centro e principal
elemento de seu culto.


Fonte:http://www.povodesanto.com.br

Imagem:Viva Jurema-Brahma



Imagem:http://wwww.hippies.com.br

Nenhum comentário: