sexta-feira, 16 de maio de 2008

Ateísmo


O ateísmo desde os tempos antigos caracteriza pessoas que questionam a existência de deuses ou não acreditam nela. Durante o Império Romano, utilizavam o termo ateu para apontar aqueles que não adoravam seus deuses e a partir de então recebem tal nome.
Como não há formas científicas e físicas para comprovar ou não a existência de deuses, alguns ateístas confrontam outras pessoas sobre sua crença em algo ou alguém que pode nem existir e não conseguem ter outra resposta a não ser a fé. Normalmente, pessoas ligadas à ciência se intitulam ateus, pois acreditam que por meio da ciência conseguem comprovar e datar todas as coisas bem como criar, o que colocaria a existência de deuses em dúvida.
Existem correntes ateístas que se diferem entre si:
Ateísmo Agnóstico ou fraco: Fazem parte do ateísmo agnóstico aqueles que colocam a existência ou não de deuses em questionamento. Acreditam que para afirmar ou negar tal existência é necessário encontrar provas para apresentar, o que não é possível.
Ateísmo Cético ou forte: Fazem parte do ateísmo cético aqueles que definitivamente se opõe à idéia da existência de deuses. Cada ateu segundo o seu próprio motivo nega a permanência da fé e de um ser superior no qual não se pode ver. Afirmam que deus é um ser revelado de forma contraditória e que de acordo com diversas religiões apresenta características e formas diferentes.
Algumas pessoas questionam a posição dos ateístas dizendo que para chegar a uma conclusão acerca da veracidade de deus necessitariam de ter fé para colocá-la em prova.

(Fonte:Equipe Brasil Escola)

Nenhum comentário: