terça-feira, 12 de agosto de 2008

Mudar o nome ou uma letra apenas resolve alguma coisa?


Terminamos de analisar numerologicamente o nome de uma pessoa. Ao tomar conhecimento de seu mapa, suas características, desafios, excessos e insuficiências, é bem provável que o "dono" deste nome não fique plenamente satisfeito, pois algumas qualidades certamente não irão lhe agradar.

Se tem por exemplo, um 13/4 na Personalidade ou na raiz de sua Alma que está constantemente lhe trazendo cortes e dificuldades, será que ficará feliz com isso, sabendo que precisa estar sempre atento às transformações e recomeços ligados a este número? Talvez preferisse possuir alguns números cinco para lhe ajudar a diminuir a rigidez do quatro. E se tivesse mais números três, não seria mais fácil se expressar e conseguir expor suas idéias? Se trocasse de nome mudaria também os números...mas como acordar pela manhã e querer que as pessoas começassem a lhe chamar de uma forma como nunca chamaram antes? Como agir com seus documentos? Bastaria explicar ao gerente do banco que a Numerologia blá, blá, blá...

Não, isso não resolveria nada!

Talvez se trocasse uma letra...ou dobrasse outra. Se a cada letra corresponde um valor numérico, seria bastante uma pequena alteração para modificar seus números. Se suprimisse o da ou o de de seu nome não faria tanta diferença e talvez estivesse se livrando dos cortes e da rigidez impostos pelo 13/4. Talvez pudesse se tornar bem mais versátil. Se trocasse o I do nome Silva, por exemplo, por um Y, não alteraria em nada a pronúncia e, provavelmente algumas características se modificariam. Quem sabe passasse a ser menos preocupado com a família e deixasse de viver tentando moldar os outros segundo os seus próprios padrões de conduta e seus conceitos rígidos de certo e errado? Faz muita diferença que um João passe a assinar Juão?

Uma série de modificações poderiam ser feitas e bastaria que o analisado, o "dono" do nome, escolhesse a forma que melhor lhe agradasse. Isto seria ótimo! Todas as pessoas poderiam desfrutar da vida como quisessem. Bastaria consultar um numerólogo! E os numerólogos então, já pensou como seria fácil viver? Além disso, poderiam viver trocando de letra ou nome cada vez que algo saísse diferente do esperado ou que desejassem tentar uma nova situação.

Que pena! Não é assim tão fácil!

Devemos lembrar que antes de assumirmos uma nova existência, é traçado um plano que deverá ser cumprido em nossa jornada terrestre. Parece que de alguma forma, é intuído àquele que escolhe nosso nome a vibração numérica que corresponde às características que foram traçadas. Isso pode ser verificado facilmente quando analisamos o nome de um bebê que está por nascer. Na maioria das vezes diversos nomes nos são dados a analisar e, "coincidentemente" todos apresentam os mesmos números, em geral alguns chamados cármicos ou de atrito, embora pareçam nomes diferente à primeira vista. Tal fato se deve ao que já foi planejado. Acredito que sejam sempre intuídos nomes que apresentem como resultado de seus cálculos números que traduzam tais características. Sendo assim, de que adiantará planejar uma existência com qualidades que precisamos trabalhar por uma ou outra razão, se simplesmente iremos trocar uma letra de nosso nome e alterar tudo quanto foi planejado? De que outra maneira iremos cumprir o que foi traçado? Estaremos acumulando dívidas e talvez desperdiçando um tempo precioso. Deixaremos para uma outra vez? E se novamente alterarmos uma letrinha, apenas uma letrinha? E toda essa determinação não aconteceu sem nossa aquiescência!

Não considero interessante trocar nem alterar nome: isso não resolve nada. Precisamos sim, estudá-lo. Buscando instrumentos de autoconhecimento como nosso mapa numerológico, poderemos conhecer melhor nossas qualidades, excessos e deficiências e trabalhá-los da melhor maneira, esforçando-nos por desenvolvê-las ou refreá-los. E o principal objetivo de analisarmos numerologicamente o nome de alguém é o autoconhecimento e a auto-ajuda. A Numerologia não é e nem deseja ser mero utensílio do qual se pode lançar mão para "facilitar" a vida ou ganhar em jogos de azar. Seu objetivo é o autoconhecimento porque ajudando ao analisado, o "dono" do nome, a se conhecer melhor e saber controlar seus impulsos e tendências, além de procurar desenvolver algumas outras características, ele terá condições de relacionar-se de forma mais ampla com seus semelhantes.

(Fonte:Norma Estrella)

Nenhum comentário: