sexta-feira, 15 de maio de 2009

Aprender


Se observardes, momento por momento,
como a mente se deixa colher
nesse torvelinho de incessante
luta - se observardes simplesmente o fato,
sem tentar alterá-lo, sem impor à mente
um certo estado que chamais “de paz” -
vereis que, espontaneamente, a mente deixará de lutar;
e nesse estado ela é capaz de aprender infinitamente.
Aprender já não é, então, mero processo de
acumular conhecimentos, porém de descobrimento
de extraordinárias riquezas existentes além do
alcance da mente; e para a mente que faz tal descobrimento,
há grande alegria.

A alegria de viver de Krishnamurti

Nenhum comentário: