quarta-feira, 29 de julho de 2009

Maus Hábitos e Maus Costumes

Os maus hábitos e maus costumes são equívocos nas nossas manifestações e maneiras de agir, dependências e muletas psicológicas que nos prendem e dificultam nossa caminhada.
As manias também são incluídas aqui, como roer unhas, e outros atos sem consciência que às vezes não conseguimos ou não tentamos controlar, por encararmos como bobagens. Mas essas bobagens dizem muito a nosso respeito, são manifestações externas do nosso interior.

Se estamos buscando um melhoramento pessoal em nossa vida, seja em qualquer aspecto - não se falando apenas do espiritual - devemos prestar atenção em nós mesmos e nas nossas atitudes, pois a forma que encaramos a vida e nos comportamos diz muito a nosso respeito; se percebemos que estamos repetindo constatemente um comportamento negativo, podemos constatar que isso já virou um mau hábito em nossa vida, e devemos então partir para analisar qual a possível causa desse comportamento e como modificá-lo, não só externamente, mas desde a sua origem. Esses problemas aparentemente irrelevantes podem causar muitos entraves em nossa vida, até mesmo para conseguirmos colocar em prática os preceitos da Lei da Atração.

Para tudo isso, é necessário muito estudo e observação de si mesmo; desta maneira podemos detectar estes comportamentos e nos perguntar: “Por que eu me comporto assim? ”

Veja abaixo exemplos de maus hábitos, que costumam começar como bobagens, mas que podem “denunciar” problemas geralmente emocionais que estamos ignorando em nós mesmos.

* Mentira

A mentira é um dos Maus Hábitos e Maus Costumes, que se enraíza desde a infância, na fase onde a criança começa a ter noção de certo/errado. Muitas vezes um indivíduo cresce mentindo muito por ter tido uma má educação quando criança, os pais não repreendendo ao perceberem que a criança apresentava pequenas mentiras para tentar escapar de algum castigo ou algo do tipo, às vezes até achando engraçado, que a criança é muito astuta. Esse processo pode desencadear num vício.
O indivíduo que mente demasiadamente não tem dignidade nem critério interno, faltando com o auto-respeito.

* Hipermimia

Hipermimia são exageros, falta de noção em se colocar em determinadas situações, desequilíbrio. Exagero de movimentos, caracterizando um indivíduo por ser desastrado, excesso de força para se movimentar, voz muito elevada ao falar, rir demasiadamente, etc. São formas de expressão de indivíduos que querem sempre “aparecer”, inconscientemente ou não.

* Ilusão - Desilusão

Pessoas que vivem sonhando e idealizando uma vida paralela, não se prendem ao presente, vivem no passado ou no futuro, apenas num mundo de sonhos, e nunca colocando suas idealizações em prática. A Ilusão vem sempre seguida da desilusão, quando o indivíduo “acorda” para a realidade e percebe que as coisas são bem diferentes, e isso acarreta depressões/desânimos profundos.

* Hiperendofasia = Charla interior

Charla é conversa, as pessoas com esse mau hábito vivem numa conversa consigo mesmo, vivem num mundo interior, se isolando dos demais. Não saem de si para estabelecerem contato com outras pessoas, se fecham em seu mundo.

* Anorexia

A anorexia nos últimos tempos tornou-se um problema social. É a pessoa que tem uma preocupação neurótica, hipocondríaca com o peso, vive em regimes e não come, deixa de comer para emagrecer e nunca se satisfaz, sempre quer emagrecer mais.

* Bulimia

Também é uma perturbação anormal do apetite, mas nesse caso a pessoa come muito e provoca o vômito depois. Tanto a anorexia quanto a bulimia são presentes em pessoas com problemas psicológicos ligados diretamente à falta de afeto, necessidade de chamar a atenção, carência.

* Hipocondria

Preocupação exagerada com a saúde física, quase uma alucinação. O indivíduo vira um doente imaginário, sempre a vítima, o sofredor, necessitando de atenção a todo instante. É uma imaginação fantasiosa, uma obsessão física e psíquica.

* Impulsividade

Indivíduos irreflexivos, não pensam antes de agir, se lançam por impulso nas situações. É muitas vezes ocasionado pelo stress do mundo que vivemos, onde tudo tem que ser feito com pressa, caracterizando pessoas neurodepressivas, nervosas.

* Perfeccionismo

Um exagero fora do comum para que as coisas saiam perfeitas. Nada nunca está bom para pessoas assim, nada é suficiente. Temos que buscar perfeição com equilíbrio e consciência, sem exageros, pois a perfeição é algo muito relativo na nossa condição e na nossa relação com o Universo.

* Conflitivo e Complicado

Preocupações exageradas. A pessoa vive no mundo dos conflitos e complicações, coloca dificuldades em tudo, tudo é difícil e cheio de problemas, as coisas não fluem, as dificuldades sempre sobressaem-se frente às soluções. Esse perfil é muito comum e muito difícil de se orientar, pois as pessoas assim simplesmente não querem acreditar que eles atraem para si ainda mais complicações, encarando a vida dessa maneira.

* Stress e Nervos
Responsabilidades exageradas, muito “peso” nas costas, o indivíduo se preocupa demasiadamente e se deixa abalar demais pelas preocupações e problemas do mundo.

* Desubicação

É um desajustamento total das circunstâncias. O indivíduo vê apenas o seu ponto de vista, de uma forma totalmente egoísta, nunca se coloca no lugar dos demais. Tem comportamentos sem lógica, fala coisas que a situação não pede, sempre causando constrangimentos.

* Curiosidade Extrema
Pessoa que sempre está onde não é chamada, vive se metendo na vida alheia, quase sempre com malícias, maldosidades, desrespeitando a privacidade dos outros. Esse indivíduo vive no mundo da mediocridade humana.

Fonte:
http://blog.alemdosegredo.com/

Nenhum comentário: