sábado, 26 de setembro de 2009

Ser belo significa ser você mesmo

O Buda disse que todos temos a beleza dentro de nós, mas talvez tenhamos dificuldade em aceitar essa idéia, se estivermos recebendo uma mensagem diferente em casa, no trabalho ou na comunidade. Muitos de nós acreditam que o nosso local de trabalho não é um lugar seguro. Frequentemente temos medo de ser criticados quando estamos trabalhando. Receamos ser nós mesmos e nos modificamos para conseguirmos ser aceitos. Se a sua felicidade depende inteiramente da opinião das outras pessoas, você não tem nenhuma confiança em si mesmo, de modo que quando não é considerado belo e digno pelos outros, você sofre. É isso que faz com que tenha vontade de ser outra pessoa, outra coisa, o que é a base do sofrimento.

A flor não tem esse tipo de medo. Ela convive no jardim com muitos outros tipos de flores, algumas cor-de-rosa, outras amarelas, algumas com pétalas, outras com muito poucas. Mas a flor nunca tenta imitar outra flor. Não tente ser uma pessoa diferente. Você não precisa de uma cirurgia plástica. O cosmo se juntou e ajudou-o a se manifestar dessa maneira, e você é uma pessoa bonita exatamente do jeito que você é. Ser belo significa ser você mesmo. Você não precisa que os outros o aceitem. Você precisa aceitar a si mesmo. Se você nasceu uma flor de lótus, seja belo como uma flor de lótus, não tente ser uma magnólia. Se anseia por aceitação e reconhecimento, e tenta se modificar para se encaixar no que os outros querem que você seja, sofrerá a vida inteira. A verdadeira felicidade e o verdadeiro poder residem em você entender, aceitar e ter confiança em si mesmo.

Thich Nhat Hanh em "A arte do poder".

Nenhum comentário: