quinta-feira, 22 de janeiro de 2015

DIÁRIO


"Two Young Girls Among Flowers"  1909 by Odilon Redon

 Você se prenderia por um sentimento rotineiro?
O próprio costume?
Deixaria escapar o que não sai da cabeça?
O latejo do coração?

Como entender ou aceitar?
A dose mais profunda de anestesia.
O resgate da alma...

Vamos lá!
E agora?
Mostre-se !
Talvez não dê, pois ainda está na rotina... no medo de ser!
Sentir...
Ah, como eu sinto!

 Eu também consigo ver as cenas... olhares, bocas, palavras, peles.
Sinto! Sinto! Sinto!
Como pode isso?

O existencialismo do ser!
Ai ai...
Chega!
Vou apertar o play: só para esquecer-me por alguns minutos...

[Shana Horta]

Nenhum comentário: