quarta-feira, 22 de julho de 2015

O Surrealismo de Fernando Lemos


Notável pintor, designer gráfico, escritor e fotógrafo, Fernando Lemos é reconhecido a nível internacional.
Português, exilado no Brasil aquando a ditadura salazarista, foi para Portugal que Fernando Lemos trouxe o surrealismo ao nível da fotografia, tornando-se num dos seus maiores percursores em terras lusas.
“A máquina que usava permitia-lhe intervalos de imagem, por ele preenchidos num cálculo de sequências, de intromissões; poderá dizer-se, porém, que este método vinha a ser o contrário, o avesso do automatismo, pois na área do consciente se ignora o devir das imagens que ele não domina.
Mas não; este era o único processo, e nisso extraordinário, de mecanicamente, soltar a “imagem inconsciente”, sempre “outra”, embora programada a frio. Era, não o acaso, mas correlação automática das imagens. Contraditórias que fossem.
Tornava-se um processo de descoberta idêntico ao de que se serviam os pintores e poetas, seus amigos”.
É interessante olhar uma primeira vez e ver o que está para lá do primeiro olhar, dar largas à imaginação através da estética surreal, cuja metáfora pode deixar completamente em aberto “um final” do objecto fotografado, por parte do observador “atento”.

Fonte:https://contradicaosocial.wordpress.com/2009/12/04/o-surrealismo-de-fernando-lemos/

Nenhum comentário: